Monthly Archives

outubro 2017

O criptograma de Olivier Levasseur

Oliver Levasseur era um dos últimos grandes piratas que ainda circulavam pelo Oceano Índico, no final do século 18. Ele era capitão e bastante conhecido por vários roubos de itens de valor e por isso, todos achavam que ele tinha um valioso tesouro escondido.

Acabou sendo condenado a morte na forca, e enquanto estava preso, esperando que puxassem sua cadeira, soltou suas últimas palavras que foram algo como: “Aquele que entender isso, encontrará meu tesouro!”, em seguida, jogou um criptograma na multidão que assistia.

2985294008_fa94564947_o

Depois disso, muitos tentaram decifrar o enigma sem sucesso, e acabaram desistindo. As pessoas começavam a acreditar que tudo não passava de uma piada feita pelo pirata, até que o inglês Reginald Herbert Cruise-Wilkins, finalmente conseguiu algumas pistas que o levaram para uma ilha, onde encontrou algumas estátuas de piratas enterradas, o que só o fizeram acreditar que aquilo era um espécie de mapa que o levaria ao tesouro.

Começou a explorar melhor a ilha, mas um deslizamento de rochas quase o matou, mas mesmo assim, Cruise-Wilkins encontrou algumas moedas, jarros antigos e figurinhas, e conseguiu os levar consigo.

Por mais que tudo indicasse que a ilha era mesmo o local real onde se encontrava o tesouro, ninguém quis continuar por sua busca, e ainda é um mistério.

Fonte: Fatos Desconhecidos

02104613015314

Máquina alienígena na Antártida

De acordo com uma matéria postada pelo portal Before It’s News em 2011, a história sobre a máquina alienígena começou a circular em 2001. Segundo a publicação, um satélite espião dos EUA teria identificado uma anomalia em uma parte da região oriental da Antártida — nas proximidades da Base Vostok —, e análises indicariam que ela aparentemente correspondia a uma estrutura artificial que se encontrava enterrada sob mais de 3 quilômetros de gelo. Ao que tudo indica, os norte-americanos tentaram manter segredo sobre a intrigante descoberta. Contudo, não demorou até que a informação acabasse vazando e chegasse aos ouvidos de agências governamentais europeias, gerando uma forte especulação.

Muitos desconfiaram que os EUA podiam estar escavando e construindo algo sob o gelo. Por outro lado, se esse não fosse o caso, então se tratava de uma descoberta arqueológica sem precedentes. Afinal, seriam necessários 12 mil anos para que 3 mil metros de gelo pudessem se acumular sobre o local onde a estrutura supostamente se encontrava enterrada — e isso a transformava no artefato mais antigo construído pelo homem de que se tem notícia!

Quebra de protocolo
Segundo a notícia, a situação gerou muito desconforto na época, já que, de acordo com o Tratado da Antártida — firmado pelos países que reclamavam a posse de territórios do continente em 1959 —, é proibido realizar escavações ou construir edificações na Antártida que não sejam bases de pesquisa científica. No entanto, segundo os rumores, apesar dos protestos dos países europeus, o Governo dos EUA optou por seguir adiante com as investigações, enviando um time de militares até o local em segredo. Ainda de acordo com o que se conta, o grupo teria levado um equipamento para perfurar rochas conhecido como “Subterrene nuclear”, capaz de transportar uma tripulação de quatro a seis pessoas e de realizar furos no gelo com facilidade.

Curiosamente, na mesma época, uma emergência médica misteriosa teria forçado a evacuação de uma equipe não identificada no meio do inverno antártico. Pouco tempo depois, um estranho tremor de terra parece ter sido registrado na região — e, coincidentemente, o epicentro seria o lugar onde a estrutura estaria enterrada.

Então, de acordo com o artigo, apesar de sofrer pressão dos meios de comunicação internacionais, o Governo dos EUA decidiu não fazer nenhum pronunciamento sobre o tema. No mesmo ano, aconteceu o ataque terrorista ao World Trade Center, e o assunto sobre as atividades misteriosas na Antártida caiu no esquecimento. Mas o fascinante caso da tal máquina não termina por aqui! Aliás, é a partir daqui que ele fica ainda mais esquisito…

Mais enigmas
A história sobre o artefato é retomada um ano depois, em novembro de 2002, após o suposto desaparecimento de uma equipe de filmagens de um canal de TV californiano que estava na Antártida — sobre o qual não encontramos informações concretas. Pois, segundo os relatos, o time de militares norte-americanos enviados para resgatar os jornalistas teria encontrado entre seus pertences um vídeo que confirmava a notícia sobre a descoberta de uma enorme estrutura pré-histórica enterrada no continente gelado, e que ela inclusive poderia ser de origem alienígena. O tal canal de TV ainda teria postado em seu site uma nota alegando que o governo norte-americano estava tentando impedir que o material fosse divulgado, mas a mensagem aparentemente foi removida pouco tempo depois. E a coisa toda fica ainda mais bizarra!

Vórtice do tempo
Após o incidente envolvendo o suposto desaparecimento da equipe de filmagens, um grupo formado por pesquisadores britânicos e norte-americanos teria testemunhado um evento pra lá de inusitado. Enquanto realizavam estudos climáticos nas proximidades de onde a máquina alienígena se encontrava, eles presenciaram a formação de um vórtice sobre suas cabeças. E não se tratava de um vórtice normal, mas de um que permanecia estacionário.

Intrigados, os cientistas decidiram explorar melhor o fenômeno e lançaram um balão meteorológico no interior do redemoinho. O instrumento ficava preso por meio de um cabo e estava equipado com aparelhos que mediam velocidade do vento, temperatura, pressão barométrica e umidade, além de contar com cronômetro para registrar os horários das medições com precisão.

Após recuperar o balão, os pesquisadores descobriram que o cronômetro havia registrado a data “27 de janeiro de 1965”. O mais impressionante é que os cientistas repetiram o experimento diversas vezes, obtendo sempre o mesmo resultado. Assim, eles concluíram que o vórtice provavelmente era um túnel magnético que funcionava como um portal para o passado.

Assim, como o fenômeno foi registrado na mesma área onde a engenhoca alienígena estaria enterrada, surgiu a teoria de que haveria uma relação entre o vórtice e a tal máquina. Além disso, se realmente se formam túneis magnéticos na Antártida que permitem que as pessoas possam voltar no tempo, não é para menos que o Governo dos EUA tente abafar a história. Afinal, um indivíduo mal-intencionado que pudesse viajar ao passado poderia alterar o futuro fatalmente!

Fonte: Megacurioso

 

7473055711413017

Sombras ou seres?

O fenômeno não é novo e acompanha a história da humanidade; sombras, fantasmas, entidades incorpóreas que passam diante de nossos olhos, misteriosa e fugazmente. Muitas pessoas já ouviram histórias assim, de amigos e conhecidos, que juram terem presenciado uma aparição desse tipo.

Em muitos relatos, essas figuras surgem no campo periférico da visão e somem na medida em que a presença é percebida pelo observador. Isso significa que, em geral, as pessoas enxergam um rastro, uma passagem dessas entidades, que as deixam assustadas e aterrorizadas.

Como cresce o debate sobre esse fenômeno, especialmente através de sites da internet que abordam o campo da paranormalidade, muitos tentam dar explicações a essas aparições, além de definir melhor o que são fantasmas e o que são as chamadas “sombras escuras” testemunhadas por tantas pessoas.

Uma sombra na visão

Enquanto os fantasmas são conhecidos como uma figura enevoada, de tonalidade branca e com formato e aparência humana bem definidos, as “sombras escuras” têm traços menos precisos e apresentam uma cor escura profunda. Em alguns casos, pessoas dizem que essas sombras apresentam olhos avermelhados.

Muitos podem ter presenciado algo assim na vida, mas terem considerado uma ilusão do olhar ou mesmo da mente. Afinal, sabemos que há uma série de truques que podem enganar os olhos, como o rastro que fica na retina quando movimentamos o olhar após a presença de um flash de luz.

Há quem diga também que a visão de sombras negras pode ser efeito de processos psicológicos, de uma imaginação atiçada, ou até mesmo como resultado da ingestão de medicamentos ou de uso de drogas.

Anjos ou demônios?

Para quem acredita que o fenômeno é mesmo real, e não fruto da imaginação, a explicação para essas aparições tem um sentido sensitivo. Acredita-se que essas figuras surgem atraídas pelo estado de espírito do observador.

De acordo com os vários relatos, as sombras escuras aparecem com mais frequência para pessoas que experimentam um estado de medo. Isso leva muita gente a pensar que a intenção dessas entidades é malevolente, com o objetivo de aterrorizar ainda mais as pessoas.

O fato de ser uma sombra escura leva também a essa leitura de que essas figuras são representações demoníacas e do mal. Porém, há quem diga que, pelo contrário, elas são anjos da guarda que aparecem no momento de medo para proteger e confortar os aflitos.

Viagem astral

Outras teorias para explicar esse fenômeno sugerem que essas sombras representam, na verdade, pessoas reais que estariam passando por uma experiência de projeção astral, seja por condicionamento, por técnica ou pelo estado de sono.

Na viagem astral, a consciência deixa de se manifestar no corpo físico e passa a ocupar um mundo espiritual. Pessoas com maior sensibilidade a esse campo poderiam então perceber a passagem de energias e de representações de outros indivíduos.

Seres alienígenas ou de outra dimensão?

Para quem prefere especulações do mundo físico, outros teóricos indicam que essas manifestações são indícios de pessoas que vivem em outras dimensões.

Cientistas começam a teorizar a respeito de outros planos de existência, com seres que poderiam viver em “vibrações” diferentes das nossas, mas que há cada vez mais uma interferência entre um mundo e outro, causando essas aparições.

A teoria é similar ao conceito de universos paralelos e parece retirada de uma obra de ficção (a série Fringe, por exemplo). Para quem gosta de se aventurar pela imaginação, a ideia de mundos que coexistem em espectros diferentes poderia responder a outros mistérios da humanidade.

Não apenas as sombras escuras poderiam ser o resultado de um ruído entre universos paralelos, como os relatos de fantasmas e alienígenas também poderiam ser explicados como aparições de seres de outras dimensões.

Mas, afinal, qual dessas explicações é a menos assustadora? Você já passou por uma experiência dessa e viu a passagem de uma sombra escura? O que você acredita que elas representam?

Fonte: Megacurioso

hessdalex

As luzes do vale de Hessdalen

No início da década de 80, o vale de Hessdalen, localizado no município de Holtålen, na Noruega, começou a atrair bastante atenção. Isso por conta da aparição de luzes misteriosas em diversas partes do vale.

hessdalex

As luzes aparecem em diferentes períodos de tempo. Elas podem ser rápidas, lentas e há até mesmo registros de elas ficarem paradas no ar. Os formatos também são variados: as luzes podem aparecer em círculos, em forma de projétil e em cores como vermelho, verde, azul, amarelo – por vezes todas ao mesmo tempo.

Em 1983, a comunidade do vale montou o Projeto Hessadalen, com o objetivo de monitorar as luzes e descobrir sua origem. Os registros ainda estão em aberto e é possível acompanhar a atividade local por streaming. Apesar de haver várias especulações, a ciência ainda não foi capaz de encontrar uma explicação plausível para a existência das luzes em suas diferentes formas.